Central Já! Mangabeiras passa a atender casos de bloqueio de cartões por uso indevido

15 / 12 / 21

Foto: Ascom SMTT

Os passageiros de Maceió ganharam mais um ponto de atendimento para resolver casos de cartões Vamu bloqueados por uso indevido registrados pela biometria facial. Além do posto localizado na Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), no bairro do Tabuleiro do Martins, agora também é possível agendar horários na Central Já! localizada no Maceió Shopping.

Com a novidade, a população passa a ter uma opção na parte baixa, que também conta com horário ampliado. Enquanto na SMTT, o funcionamento para esse tipo de ocorrência é das 8h às 14h, no Já! é possível agendar atendimentos entre 8h e 17h. Os atendimentos podem ser agendados no link https://agendamento.seplag.al.gov.br/.

Para realizar o desbloqueio, é necessário que o titular esteja presente para realizar o procedimento, e estar munido de documento com foto. Caso seja um menor de idade, o responsável pode analisar o motivo do bloqueio através das imagens captadas nos coletivos.

Vale ressaltar que o uso indevido dos cartões  tem se tornado, cada vez mais, recorrente em Maceió. Só em 2021, foram 3.474 cartões bloqueados por uso indevido da gratuidade, destinada para estudantes (Vamu Escolar), idosos (Vamu Sênior) e pessoas com deficiência (Vamu Especial), com ou sem acompanhante. Destes, 1.115 foram constatados no uso do Passe Livre estudantil, o equivalente a 32,10% do total.

Biometria facial

Os cartões que garantem o direito à gratuidade nos transportes públicos são de uso pessoal e intransferível. Assim que a biometria identifica que o cartão está sendo utilizado por terceiros, ou que há duas pessoas tentando passar pela catraca, o sistema caracteriza como fraude e o cartão é bloqueado automaticamente. O mesmo acontece quando não há o registro que o passageiro passou pela catraca.

Na primeira ocorrência, o cartão é recolhido e fica bloqueado durante 30 dias, e o passageiro é informado sobre o motivo da suspensão do benefício, assinando um termo de responsabilidade. Após o prazo do bloqueio, é possível reaver o cartão e voltar a utilizá-lo normalmente.

Caso haja uma reincidência, a penalidade passa a ser de 60 dias. Se o sistema contabilizar uso indevido uma terceira vez, o benefício é cancelado e o usuário só poderá tentar reaver o cartão após um ano.

Com Ascom SMTT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *